Batuira

Blog Oficial da Sociedade Espírita Antonio Batuira, de Mogi das Cruzes, SP.

Oração da Serenidade

Publicado por sementestelar em 23 novembro, 2008

Concedei-nos Senhor,

Serenidade necessária, para aceitar as coisas que não podemos modificar, Coragem para modificar aquelas que podemos e Sabedoria para distinguirmos umas das outras.

Reihold Niebuhr

 

Que possamos ter  clareza de pensamentos, pureza de sentimentos e força na ação correta.

Enviado em Estudos | 5 Comments »

A chama violeta : o Fogo Sagrado

Publicado por sementestelar em 28 março, 2012

A Chama Violeta é uma grande dádiva Divina. Foi liberada, em 1930, quando Saint Germain apareceu, aos pés do monte Shasta na Califórnia, a Guy Ballard, mensageiro de Deus no Movimento I AM, para libertar a humanidade. Saint Germain deu-lhe a dispensação da Chama Violeta para o planeta Terra. O monte Shasta, na Califórnia, é o principal foco de irradiação da Chama Violeta do Mestre Saint Germain para o planeta Terra.

Para compreender a maravilhosa ação do Espírito Santo, por meio da Chama Violeta, precisamos entender um pouco do atual momento cósmico em que vivemos e também sobre a lei do Carma. Só assim, poderemos avaliar o significado desta tremenda dádiva dada por Deus.

A Chama Violeta apaga e dissolve os erros cometidos pelos filhos de Deus, transmuta estados mentais depressivos em um estado mental alegre e tranqüilo. Ela é mágica e alivia a dor física, emocional e mental.

A Chama Violeta é como uma poderosa vassoura cósmica que varre o lixo de nossas vidas passadas e presente, de nossas cidades, de nossa nação e do nosso planeta também. Queimando este lixo e transmutando-o em Luz; Luz que volta para o nosso Corpo Causal, aumentando, assim, a nossa riqueza espiritual.

Como todos os Raios de Deus, o Raio Violeta, é uma das facetas da mente de Deus. Assim sendo, traz consigo a inteligência e a vontade do Pai. Ela é capaz de identificar, o que pode e o que não pode ser limpo e transmutado em Luz, na pessoa que a está invocando.
Exemplo: quando uma pessoa pede para ser libertada de um mal e ela não perdoa este mesmo mal em outras pessoas, então, a Chama Violeta não a libertará deste mesmo mal.

Não podemos julgar a ninguém. O julgamento, a Deus pertence.

Podemos enviar um raio de Chama Violeta para libertar pessoas mesmo que estejam longe de nós. Quando fazemos a invocação inicial da Chama Violeta para que atue em nossas vidas, nos purificando, pedimos também para que atue na vida de outras pessoas, citando seus nomes e endereços.

Quando não sabemos qual é a causa de um problema, podemos enviar um raio de Chama Violeta, para dissolver o núcleo e a causa do problema. Nós somos condutores dos raios de Deus na Terra.

O Carma negativo é criado quando mal utilizamos a energia que recebemos de Deus com nossos pensamentos, sentimentos, palavras e atos negativos. A cada minuto estamos criando Carma positivo ou negativo. Quando qualificamos a nossa energia com rancor, ressentimento, ódio, tristeza, medo, crítica, condenação ou julgamento, citando apenas alguns dos tipos de má qualificação de energia, ela fica muito pesada para subir a Deus, de onde veio.

Então ela segue a lei do círculo, isto é, dá a volta por todo o planeta, unindo-se a outras energias iguais a ela. Assim, ela volta multiplicada muitas vezes a quem as enviou. Esta energia pesada, volta e acumula-se nas células do indivíduo e em torno dele próprio. Com o acúmulo de negatividade em seu ser, ele acaba por atrair variados tipos de problemas, doenças, acidentes, brigas e muito mais.

A Chama Violeta dissolve os véus de ilusão e ignorância, trazendo, à Luz, a Verdade divina. Só o conhecimento da Verdade pode libertar o homem.

Esta é a era da justiça, da libertação dos oprimidos, da libertação pela verdade, que vem com a transmutação do Carma pelo correto uso da Chama Violeta. A Chama Violeta é a mistura e união do amor em servir, do raio rosa e do poder da justiça do raio azul. Inicia-se uma era que será de Liberdade, Paz e Iluminação.

Os ventos do Espírito Santo varrem a maldade da Terra. Segurem seus chapéus e alinhem-se de um lado ou de outro. Não dá para ficar “em cima do muro”, Jesus disse: “quem não esta comigo, esta contra mim”. Quem não faz a opção pela Luz é arrastado pelas trevas.
Esta é a hora da colheita, a separação do joio e do trigo. Defina-se agora!

A Chama Violeta funciona e se torna uma realidade em sua vida com o exercício da Sagrada Palavra.
A Chama Violeta sendo uma ação do sétimo raio da consciência de Deus, um aspecto do Espírito Santo, é uma energia de alta freqüência vibratória que penetra no núcleo do átomo, atravessa nossas células, transmuta estados mentais e regenera células envelhecidas ou doentes.

A Chama Violeta transmuta as energias negativas acumuladas em nosso ser, desde a primeira encarnação. Ela consome o Carma de nossas vidas passadas, um a um, camada por camada.

É uma ferramenta para a nossa libertação.Use e abuse!

Enviado em mensagens | Etiquetado: | Leave a Comment »

Pelo amor, ou pela dor…

Publicado por sementestelar em 4 março, 2012

 

“Um ser humano é parte de um todo chamado de “Universo”. Ele vive sua vida, seus pensamentos e sentimentos como uma parte limitada e separada do resto- uma espécie de ilusão de óptica de sua consciência. Essa ilusão é um tipo de  prisão para nós, limitando-nos aos nossos desejos pessoais e afeições por pessoas próximas de nós. Nossa missão deve ser a de nos libertarmos desta prisão ampliando nosso círculo de amorosidade para abraçar todas as criaturas vivas e toda natureza em seu esplendor.” Albert Einstein

Terminei hoje a leitura do livro ” Pelo amor, ou pela dor..” de Ricky Medeiros. A mensagem sobre perdão , escolhas e liberdade é profundamente vivenciada durante essa viagem ao mundo dos espíritos. Basta dizer que li o livro em três dias, pois não conseguia desgrudar dele. Pessoalmente, creio que temos registros e programas instalados em nossas mentes sim, mas podemos mudá-los, transformá-los, transformando nossa realidade também. Creio e estou sob a ação da Graça e não da Lei,assim, carma pode ser um vírus e estamos todos doentes, até o dia da cura: perdão-misericórdia-transformação. A história conta o assassinato brutal de uma família e os desdobramentos na vida espiritual; aponta razões cármicas para o crime, mas leva-nos a compreender que tudo depende de nossas escolhas; que não existem vítimas, apenas lições. Não existem certos ou errados, apenas circunstâncias e o que nós aprendemos com elas. Controlar as emoções não significa eliminar as emoções,  é parte da evolução espiritual e não é errado sentir raiva, ciúmes ou  medo, apenas precisamos aprender a superá-los  evoluindo  com o aprendizado.

“Nada paralisa um espírito como o medo e uma boa forma de espalhar o medo é criar desconfiança , plantando dúvidas criadas no íntimo do espírito sobre suas próprias observações e percepções da realidade. Temos medo de abandonar o conforto de nossa própria fúria e medo; temos preguiça do trabalho que teremos para deixar essa vibração e evoluir,   mas cada um é livre para viver essa mentira: a escolha é pessoal. Todos tem essa escolha para fazer, quer seja na terra ou em espírito. Nós escolhemos se vivemos em amor, bondade e empatia ou se nos lançamos em nossa inveja orgulho, ambição , medo e revolta. Todos nós de certa forma vivemos em prisões que criamos, vemos a realidade com nossos egos, vaidades e preconceitos: cada um é prisioneiro de seus medos, decepções e raiva. A liberdade depende de sua vibração,  se seu espírito não está pronto para viver no plano de existência mais desenvolvido e mais alto, não pode ir até lá; as vibrações não combinam.”

Um espírito é livre para construir seu próprio espaço, tempo e até mesmo realidade ( quando vamos começar a criar Luz, Paz, Bondade?). Olha aí a Física Quântica….

Estamos criando a realidade a todo momento, por isso entendo o carma como algo flexível: à medida que nossas escolhas passam a ser melhores e  transmutamos as causas que o geraram podendo criar um “ novo fim”. O pensamento é o que cria o nosso mundo e tudo o que há nele.

Os mundos de cada um são bem diferentes, de acordo com os pensamentos e crenças de seu criador,  por isso tantas pessoas não se entendem: porque querem que o mundo do outro seja como o seu próprio. Agora que você sabe que  é livre para fazer sua própria realidade, seja cuidadoso com o que pensa.

Pensamentos felizes: esta é a cura!

Enviado em Estudos | Leave a Comment »

Mensagem aos Trabalhadores da Luz

Publicado por sementestelar em 20 fevereiro, 2012

Aos amigos e frequentadores:

Nestes dois ou três últimos anos vimos nosso grupo dispersar, a  frequência da casa cair e poucos chegarem para se envolver com o trabalho que, apesar de considerado voluntário, é de grande comprometimento pessoal, exigindo de cada um disponibilidade.

É o que tem acontecido em grande parte das casas espíritas.

Quando resolvemos praticar a Apometria, então, é que enfrentamos os maiores problemas: cura= fim da ilusão=informação=Luz.

É dito que há entidades que sabotam o trabalho nos Centros Espíritas, mas prefiro crer que também estão sedentos de Luz e que, por estarem iludidos, não conseguem “abrir os olhos” e olharem para ela. Não são seres do mal, apenas não acreditam que merecem Perdão, Misericórdia e Graça Divinas.

Para isso estamos aqui e não considero um trabalho de caridade, acredito que seja uma missão que foi escolhida ou destinada a cada um de nós como forma de cooperarmos com a elevação do padrão de frequência na Terra.

Desta forma, não podemos encará-la como algo a que nos dedicamos apenas quando temos tempo, quando o trabalho ou a família permitem; precisamos aceitar que cada um é um elo nessa corrente e que a prioridade nestes tempos é despertar quanto mais almas seja possível, encarnadas ou desencarnadas.

O que essas almas precisam é esclarecimento, sentirem-se perdoadas e dignas; acolhidas e orientadas e isso, qualquer um que tenha um mínimo de compaixão pode fazer.

Quando cheguei para trabalhar no Batuira, tinha  receio de “doutrinar ”, porque via espíritos rebeldes, discutirem e argumentarem com uma propriedade a ponto de esgotar os recursos dos médiuns (quase acabaram doutrinados, pensava, rs). Hoje, quase não se apresentam entidades assim e aprendi que com firmeza, autoridade espiritual e compaixão esse trabalho pode ser realizado de forma eficiente e eficaz.

Levei muitos e muitos anos para encontrar uma casa onde esse trabalho fosse realizado numa perspectiva mais inclusiva e o trabalho de “doutrinar” não fosse o de “engessar”, mas de esclarecer para outras possibilidades de escolhas, numa visão quântica de Espiritualidade.

Enfim, são tempos de mudança e para finalizar deixo a cada um que passar por aqui estas palavras:

“A caridade ( compaixão) não está num lugar, mas no coração. Ela pode e deve ser praticada a cada momento de nossos dias; as almas necessitadas, encarnadas ou desencarnadas estão ao nosso lado, em todo o tempo; a oportunidade de servir ao Plano Divino se apresenta em todas as situações de nossas vidas, assim, reconheça-se como Trabalhador da Luz e aceite o Serviço, não como um alívio para a consciência ou alimento para o ego, mas com toda a humildade de quem entendeu que a nossa passagem na Terra é muito rápida e a Espiritualidade precisa de nossas mãos, nossos pés, nossa voz e sentimentos para a transformação da humanidade e concretização do Plano  de Amor e Luz.

Sementestelar”

Ps: Mesmo assim, são muito bem vindos os que se dispuserem a participar de  um trabalho em grupo, onde forças são somadas e cada um de nós fortalecidos interiormente.

Enviado em mensagens | Leave a Comment »

Espiritualidade é um estado de consciência

Publicado por sementestelar em 29 janeiro, 2012

Espiritualidade é um estado de consciência; não é doutrina, não!

É o que se leva dentro do coração.

É o discernimento em ação! É o amor em profusão.

É a luz nas idéias e equilíbrio na senda. É o valor consciente da alegria na jornada.

É a valorização da vida e de todos os aprendizados.

É mais do que só viver; é sentir a vida que pulsa em todas as coisas.

É respeitar a si mesmo, para respeitar o próximo e a Natureza.

É ter a plena noção de que nada acaba na morte do corpo,

pois a alma segue além, algures, na eternidade…

É saber disso – com certeza ,e não apenas crer nisso.

É viver isso – com clareza, sem fraquejar na senda.

É ser um presente, para si mesmo,para os outros e para a própria vida.

Espiritualidade é brilho nos olhos e luz nas mãos.

E isso não depende dessa ou daquela doutrina; depende apenas do próprio despertar espiritual;

depende do discernimento de se unir aos sentimentos legais,

no equilíbrio das próprias energias, nos atos da vida.

Ah, espiritualidade é qualidade perene; não se perde nem se ganha; apenas é!

É valor interno, que descerra o olhar para o infinito…

Para além dos sentidos convencionais.

É janela espiritual que se abre, dentro de si mesmo, para ver a luz que está em tudo!

Espiritualidade é essa maravilha:o encontro consigo mesmo, em paz.

Espiritualidade é ser feliz, mesmo que ninguém entenda por quê.

É quando você se alegra, só pelo fato de estar vivo!

É quando o seu chakra do coração se abre igual a uma rosa, e você se sente possuído por um amor

que não é condicionado a coisa alguma,mas que ama tudo.

É quando você nem sabe explicar porque ama; só sabe que ama.

Espiritualidade não depende de estar na Terra ou no Espaço;

de estar solteiro ou casado; de pertencer a esse ou aquele lugar; ou de crer nisso ou naquilo.

É valor de consciência, alcançado por esforço próprio e faz o viver se tornar sadio.

Espiritualidade é apenas isso: Ser feliz!
Ou, como ensinavam os sábios celtas de outrora:
Ser um ser presente!

Texto de: Wagner Borges.

Enviado em mensagens | Leave a Comment »

Caminhando

Publicado por sementestelar em 9 outubro, 2011

Autor: Calunga (espírito) / psicografia de Rita Foelker

Oi, minha gente, fazia tempo que a gente não mais se encontrava para
conversar sobre aquelas coisas que às vezes fica um pouco difícil falar, difícil ouvir e difícil realizar. Falo realizar porque tudo na vida ultrapassa o limite do falar e ouvir. Realizar é preciso.
Hoje vamos falar sobre caminhos.
Caminhos que conduzem ao bem, caminhos que conduzem ao mal, caminhos que levam ao nada e caminhos que podem levar onde você determinar e para isso,você só tem que querer e realizar.
Fico no astral, minha morada atual, ouvindo e observando todas estas pessoas aí da Terra reclamando da vida, das dificuldades, das coisas atrapalhadas, emperradas e daquilo que não conseguem fazer.
Olha, minha gente, nessa nossa vida a dificuldade não existe de fato. É a mente que cria a dificuldade. Não bastasse criar a dificuldade, ainda alimentam a sua obra-prima com o requinte dos pensamentos negativos, de angústia, de desespero, de temor e incerteza diante da vida, Mas você sabe, além do medo, qual é o maior alimento para as dificuldades: é a incrível capacidade que você tem de se esquecer que foi criado com um coração feito
para amar.
Acreditando ou não, tenho observado que de repente você fica sofrendo de uma amnésia temporária. É como o esquecer de si, perder o rumo de encontro consigo, do encontro com o deus interior, todo força, poder e maravilha.
Você já ouvir falar do amor caminho? E do caminho do amor?
Muito bem, resolvi neste instante que vou trocar a palavrinha caminho pela palavrinha estrada. Vou chamá-la de estrada. Vou chamar caminho de estrada,mas de estrada do amor.
Você já ouviu falar da estrada do amor?
Ela é uma grande avenida, cheia de flores multicoloridas e perfumadas com a essência de seus melhores sentimentos e que espalha para seus caminheiros o perfume da renovação e beleza para essa vida da gente.
Quando a gente começa a se preparar para por o pé nessa estrada, a poeira se levanta e muitas vezes pensamos em desistir, desistir de encontrar e seguir o caminho, o caminho verdadeiro.
Você pode imaginar o que é encontrar o caminho verdadeiro?
Encontrar o caminho verdadeiro é encontrar e seguir as pegadas de Jesus, o seu projetista, arquiteto e construtor.
Para seguir nessa estrada, minha gente, nada mais é preciso que abrir o coração, amar e sentir.
Nada mais é preciso que abrir o coração, deixar-se ser, abandonar-se naquele calor gostoso de ser você mesmo, de sentir-se, perceber-se como criatura de Deus, de se amar, amar e viver. Que fonte!…*

Enviado em Canalizações | Leave a Comment »

Dissolvendo as sombras, de dentro e de fora

Publicado por sementestelar em 6 julho, 2011

1. As emanações da má intenção são um verdadeiro deleite para os espíritos trevosos, que se locupletam nelas. Eles vibram nas ondas maléficas e se associam aos homens por meio delas; primeiro no pensamento, depois no domínio da vontade e, finalmente, no comando invisível das mentes incautas que lhes deram guarida.

2. Urge que a humanidade terrícola tome providências eficazes contra os assédios psíquicos das sombras. Começando pelo expurgo psíquico dos próprios pensamentos maldosos e pela consecução de atos sadios e hígidos.

3. Mudando o padrão psíquico, mudam as vibrações. Mudando o homem, internamente, muda o mundo de fora, por repercussão direta. Mudando o padrão das energias, mudam as companhias extrafísicas correspondentes.

4. Quando os pensamentos buscam o Alto, as energias mudam para melhor, e os agentes das sombras não as toleram. Logo, é de suma importância que os trabalhadores espirituais ergam seus pensamentos, principalmente nos momentos de dramas e vicissitudes. É vital a manutenção da serenidade e da razão nos objetivos e nas atitudes.

5. Manter a luz da paz acesa no próprio espírito não é tarefa fácil. Requer esforços contínuos e o exercício da paciência aliada a uma forte determinação de não se deixar levar pelas emoções inferiores. É tarefa portentosa, para os fortes de espírito, dispostos para as grandes escaladas da sabedoria, pelas cordilheiras psíquicas de si mesmo, para os altos cumes daquela paz que não é desse mundo.

6. Há pencas de espíritos atormentados agarrados no manto de maldade que muitos homens carregam, sem saber. São “sombras carregando sombras”, por semelhança de propósitos deletérios.

7. É preciso coragem para vencer a inércia espiritual!

8. Alguns espíritos trevosos se utilizam de artefatos sombrios, plasmados por suas mentes doentias nas energias do Astral inferior. Eles instalam esses equipamentos psíquicos na aura da vítima, notadamente na área da cabeça, área de atuação dos chacras coronário e frontal, para obscurecer o processo mental normal e infundir ideias negativas, além de bloquear a passagem das energias celestes que estimulam os pensamentos mais elevados e a dinâmica sadia do psiquismo.

Para evitar tal influência nefasta, recomenda-se o exercício da prece e da meditação diária, dentro das possibilidades de tempo de cada um. Outra medida efetiva é a dilatação da aura da cabeça, pela força da vontade, expandindo a luz amarelo-dourada, de dentro para fora, formando um halo brilhante em torno e, com isso, desagregando as formas mentais deletérias e os artefatos daninhos.

9. O “orai e vigiai”, ensinado há dois milênios pelo meigo Jesus, ainda é o melhor remédio contras as influências espirituais perniciosas.

10. O pior mal não é aquele que vem de fora, mas o que nasce no coração do próprio homem. Um é chamariz do outro, naturalmente. As sombras de fora gostam das sombras de dentro!

11. Se os homens pudessem ver o efeito de seus pensamentos densos no espaço invisível, em torno deles mesmos, com certeza ficariam muito envergonhados da poluição psíquica que geram. E, mais ainda, se vissem os seus “despojos energéticos” sendo consumidos pelos verdugos extrafísicos que se alimentam de sua imaturidade, ficariam estarrecidos. Talvez, só assim fossem capazes de mudar alguma coisa em suas mentes.

12. As mentes presas no atoleiro dos pensamentos maldosos jamais compreenderão os altos voos das consciências pacíficas.

13. O desejo de vingança é um veneno para o homem, mas é uma iguaria para as sombras que se alimentam do mal engendrado por ele.

14. Que os estudantes e trabalhadores espirituais se conscientizem da responsabilidade e da importância de suas atividades espirituais (individuais ou coletivas). A irradiação de pensamentos positivos e de energias salutares tem o poder de dissolver as grossas camadas que envolvem o espaço invisível em torno do mundo. Isso minimiza a influência das sombras desencarnadas sobre as sombras que os encarnados carregam por dentro.

15. Como se ensina nas escolas do Astral Superior, “Paz e Luz” aos homens de boa vontade.

P.S.:

Que esses apontamentos conscienciais sirvam de alerta aos estudantes e trabalhadores espirituais que se deixam engolfar pela leviandade e pelas emoções pesadas. Que eles ponderem, com prudência e coerência, sobre os caminhos que vêm trilhando e vençam a inércia que tolhe seus potenciais criativos.

Agradecemos ao Alto pela oportunidade do intercâmbio criativo entre os planos.

- Ramatís e Os Iniciados* –

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 23 de maio de 2006.)

- Nota:

Os Iniciados – grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente.

Composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.

Enviado em textos doutrinários | Leave a Comment »

Uma Conspiração Espiritual

Publicado por sementestelar em 3 maio, 2011


Na superfície da terra exatamente agora
há guerra e violência e tudo parece negro.
Mas, simultaneamente, algo silencioso,
calmo e oculto está acontecendo
e certas pessoas estão sendo chamadas por uma luz mais elevada.
Uma revolução silenciosa está se instalando de dentro para fora.
De baixo para cima.

É uma operação global.
Uma conspiração espiritual.

Há células dessa operação em cada nação do planeta.
Vocês não vão nos assistir na TV,nem ler sobre nós nos jornais.
Nem ouvir nossas palavras nos rádios.

Não buscamos a glória.
Não usamos uniformes.
Nós chegamos em diversas formas e tamanhos diferentes.
Temos costumes e cores diferentes.

A maioria trabalha anonimamente.
Silenciosamente trabalhamos fora de cena.
Em cada cultura do mundo.
Nas grandes e pequenas cidades, em suas montanhas e vales.
Nas fazendas, vilas, tribos e ilhas remotas.

Você talvez cruze conosco nas ruas.
E nem perceba…
Seguimos disfarçados.
Ficamos atrás da cena.
E não nos importamos com quem ganha os louros do resultado,
e sim, que se realize o trabalho.

De vez em quando nos encontramos pelas ruas.
Trocamos olhares de reconhecimento e seguimos nosso caminho.

Durante o dia muitos se disfarçam em seus empregos normais.
Mas à noite, por atrás de nossas aparências,
o verdadeiro trabalho se inicia.

Alguns nos chamam do Exército da Consciência.

Lentamente estamos construindo um novo mundo.
Com o poder de nossos corações e mentes.
Seguimos com alegria e paixão.

Nossas ordens nos chegam da Inteligência Espiritual e Central.
Estamos jogando bombas suaves de amor sem que ninguém note; poemas,
abraços, musicas, fotos, filmes, palavras carinhosas, meditações e
preces, danças, ativismo social, sites, blogs, atos de bondade…

Expressamos-nos de uma forma única e pessoal.
Com nossos talentos e dons.
Sendo a mudança que queremos ver no mundo.
Essa é a força que move nossos corações.

Sabemos que essa é a única forma de conseguir realizar a transformação.
Sabemos que no silêncio e humildade temos o poder de todos os oceanos juntos.

Nosso trabalho é lento e meticuloso.
Como na formação das montanhas.

O amor será a religião do século 21.

Sem pré-requisitos de grau de educação.
Sem requisitar um conhecimento excepcional para sua compreensão.
Porque nasce da inteligência do coração.
Escondida pela eternidade no pulso evolucionário de todo ser humano.

Seja a mudança que quer ver acontecer no mundo.
Ninguém pode fazer esse trabalho por você.

Nós estamos recrutando.
Talvez você se junte a nós.
Ou talvez já tenha se unido.

Todos são bem-vindos.

A porta está aberta.

(autor desconhecido

Enviado em mensagens | Leave a Comment »

Previsões para 2011

Publicado por sementestelar em 2 janeiro, 2011

Este vídeo traduz a mensagem da família Batuíra: cada um de nós é responsável pelas próprias experiências; não podemos culpar os espíritos. Tudo faz parte de um aprendizado nesta escola da Vida onde estamos matriculados. Podemos aprender as lições (evoluir) sem sofrer ou sofrendo, depende de nossas escolhas, nossa fé e nossa honestidade conosco mesmos.

Nosso grupo está se preparando para atender muito melhor àqueles que procuram auxílio em nossa casa, mas a cura está dentro de cada um, podemos apenas servir de canais para que a Espiritualidade ilumine o melhor caminho a seguir, sendo esta escolha pessoal e voluntária.

Não podemos esperar que as pessoas sejam do jeito que queremos que sejam, isto é uma tolice. Se queremos amar alguém , que seja aceitando essa pessoa do jeito que é e somente tentar ajudar se isto for pedido ( livre arbítrio).

A pessoa mais necessitada de ajuda, neste momento, somos nós mesmos, por isso invista em sua própria transformação em 2011: “Mude e tudo muda.”

Precisamos aprender a orar não como pedintes, mas como co-criadores com Deus pois somos, aqui na terra, a Sua Manifestação física: Sua Voz, Suas mãos , Seus pés ou seja, somos os Seus trabalhadores da última hora. Uma linda oração que podemos fazer neste momento de transformação humana é aquela mais impessoal possível, assim estaremos declarando ( e aceitando) que SOMOS TODOS UM.

“…QUE AS FORÇAS DA LUZ ILUMINEM A HUMANIDADE.
QUE O ESPÍRITO DA PAZ SE DIFUNDA NO MUNDO.
QUE O ESPÍRITO DE COLABORAÇÃO
UNA TODOS OS HOMENS DE BOA VONTADE,
ONDE QUER QUE ESTEJAM.
QUE O ESQUECIMENTO DAS OFENSAS SEJA A TÔNICA DESTA ÉPOCA,
POR PARTE DE TODA A HUMANIDADE.
QUE O PODER ACOMPANHE OS ESFORÇOS DOS GRANDES SERES.
QUE POSSAMOS CUMPRIR A NOSSA PARTE NO PLANO DIVINO.
QUE ASSIM SEJA.”

SÃO NOSSOS VOTOS PARA TODOS EM 2011
Família Batuíra

Enviado em mensagens | Leave a Comment »

Está nascendo uma Nova Terra!

Publicado por sementestelar em 14 abril, 2010

Nosso planeta está passando por grandes transformações. Estamos vivendo o final de um ciclo e o início de outro, um tempo de transição para o que os Mestres chamam de Idade de Ouro.

Atualmente estamos no processo de limpar e apagar o conteúdo negativo dos nossos arquivos na preparação para a Nova Terra.

WORKSHOP TRANSFORMAÇÃO II – Relaxamento e meditações. Exposição acompanhada de slides explicando a transformação planetária: Era Lemuriana, Ressonância Shumann, Cinturão de Fótons, Crop Circles, Canalizações, Ensinamentos dos Mestres, Visão da Ciência, A Unidade da Vida – Somos Todos Um, Ho’Oponopono Auto-identidade pela Profa. Normah Simeona da Universidade do Hawai, Kryon ensina a trabalhar com o Registro Acashico .

Se V. sentir o chamado, estaremos esperando V. com muito Amor Domingo, 25 de abril das 9 às 18h, em Arujá, SP (40 km da Capital).

Informações e reservas: e-mail workshoptransform@terra.com.br

ou tel.: (11) 4654-1390

Enviado em Estudos | Leave a Comment »

Os espíritos não resolvem seus problemas

Publicado por Yara Teixeira em 6 março, 2010

Tema de estudo de quarta feira

Muita gente procura o centro espírita em busca de uma conversa direta com os guias espirituais. Talvez acreditem que, se tiverem oportunidade de conversar, chorar suas mágoas e defender suas idéias de autopiedade, os espíritos se mobilizarão para auxiliá-los e destrinchar suas dificuldades com toda a urgência e facilidade. Meu Deus, como muitos amigos (as) estão equivocados! Espírito nenhum resolve problemas de ninguém. Esse definitivamente não é o objetivo nem o papel dos espíritos, meu filho (a). Se porventura você está em busca de uma solução simples e repentina para seus dramas e desafios, saiba que os espíritos desconhecem quimera capaz de cumprir esse intento.

No espiritismo, não se traz o amor de volta; ensina-se a amar mais e valorizar a vida, os sentimentos e as emoções, sem pretender controlar os sentimentos alheios ou transformar o outro em fantoche de nossas emoções desajustadas.

Os espíritos não estão aí para “desmanchar trabalhos” ou feitiçarias; é dever de cada um renovar os próprios pensamentos, procurar auxílio terapêutico para educar as emoções e aprender a viver com maior qualidade.

Até o momento, não encontramos uma varinha mágica ou uma lâmpada maravilhosa com um gênio que possa satisfazer anseios e desejos, resolvendo as questões de meus filhos (as). O máximo que podemos fazer é apontar certos caminhos e incentivar meus filhos (as) a caminhar e desenvolver, seguindo a rota do amor.

Não adianta falar com as entidades e os guias ou procurar o auxílio dos orixás, como muitos acreditam, pois tanto a solução como a gênese de todos os problemas está dentro de você, meu filho. Ao menos no espiritismo, a função dos espíritos é maior do que satisfazer caprichos e necessidades imediatas daqueles que concentram sua visão nas coisas do mundo. Não podemos perder nosso tempo com lamentações intermináveis nem com pranto que não produza renovação. Nosso campo de trabalho é a intimidade do ser humano, e a cientização de sua capacidade de trabalhar e investir no lado bom de todas as coisas. Nada mais.

Tem gente por aí se deixando levar pelas aparências de espiritualidade. A grande multidão ainda não despertou para as verdades espirituais e acha-se com os sentidos embriagados e as crenças arraigadas em formas mesquinhas e irreais de viver a vida espiritual. Persegue soluções que lhe sejam favoráveis, e, em geral, tais soluções dizem respeito a questões emocionais ou materiais que meus filhos (as) não se sentiram capazes de superar. Ah! Como se enganam quanto à realidade do espírito.

O aprendizado da vida é longo, amplo e exige um esforço mental de tais proporções que não torna fácil romper com os velhos hábitos de barganhas espirituais aprendidos com as religiões do passado.

Fazem-se promessas, cumprem-se rituais na esperança de que os espíritos ou Deus concedam-lhes um favor qualquer em troca de seus esforços externos, que presumem sobrepor-se aos valores internos. Pensamentos assim resultam de uma educação religiosa deficiente e advêm de hábitos seculares que perduram nos dias atuais e carecem de uma análise mais profunda. Os indivíduos que agem com base nessas premissas evitam reconhecer sua responsabilidade nos acontecimentos que os atingem e pensam enganar a Deus com seu jeito leviano e irresponsável de tratar as questões espirituais. Fatalmente se decepcionam ao constatar que aquilo que queriam não se realizou e que as focas sublimes da vida não se dobraram aos seus caprichos pessoais.

Os problemas apresentados pela vida têm endereço certo, e não há como transferi-los para os espíritos resolverem.

Se determinada luta ou dificuldade chega até você, compete a você vencê-la. Na sede de se livrar do processo educativo ministrado pela vida, meus filhos (as) esperam que, os espíritos, possam isentá-los de seus desafios. Isso é irreal. Não de tem o poder de transferir de endereço a receita de reeducação que vem para cada um. Nenhum espírito minimamente esclarecido poderá prometer esse tipo de coisa sem comprometer o aprendizado individual. Foram chamados pelo Pai para auxiliar meus filhos (as) apontando o caminho ou a direção mais provável para alcançarem êxito na construção de sua felicidade.

Vejam como exemplo a atuação do próprio Nosso Senhor Jesus Cristo. Mesmo matando a sede e a fome de multidões, ele não arranjou emprego para ninguém. Curou e restabeleceu a saúde de muitos que nele acreditaram, mas não libertou ninguém das conseqüências de seus atos e escolhas. Sabendo das dificuldades sociais da época, não tentou resolver questões que somente poderiam ser transpostas com o tempo e o amadurecimento daquele povo. Em momento algum o vimos a prescrever fórmulas para dar fim a desavenças de ordem familiar, socioeconômica nem tampouco emocional, recomendando meios de trazer o marido de volta ou fazer a pessoa amada retornar aos braços de quem deseja. Uma vez que ele é o Senhor de todos os espíritos e não promoveu coisas nesse nível, como podemos nós, seus seguidores, sequer cogitar realizá-las?

O que podemos deduzir das atitudes de Nosso Senhor, meus filhos (as), é que, se ele não se dispôs a realizar tais demandas, que na época certamente existiam, é porque a natureza de seu trabalho era outra.

Mesmo debelando os males, prestando o socorro que podia, ele não eximiu a população de enfrentar seus desafios. Quem recebeu o pão voltou a ter fome e inevitavelmente teve de trabalhar para suprir as próprias necessidades; quem foi curado teve de aprender a valorizar a própria vida, pois outras enfermidades viriam mais tarde; quem Jesus ressuscitou dos mortos desencarnou mais adiante. Em suma, o processo de reeducação a que conduzem os embates da vida é tarefa de cada um. Cristo Nosso Senhor apenas indicou a direção, mas cabe a cada seguidor palmilhar o caminho com suas próprias pernas, avançando com passos seguros e resolutos em seu aprendizado.

Através desse raciocínio, meu filho (a), você poderá compreender a razão pela qual não há proveito em recorrer aos espíritos para livrá-lo do sofrimento ou isentá-lo de dificuldades. Esse é o caminho do crescimento na Terra, e não há como fugir às próprias responsabilidades ou transferir o destino das tribulações. A dívida acorda sempre com o devedor, não há como se furtar a essa realidade.

Capítulo do livro Pai João, da Casa dos Espíritos Editora

Enviado em Estudos | Leave a Comment »

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.